Para empreender não tem idade

Para empreender não tem idade

O empreendedorismo necessita de características e motivações pessoais para transformar as ideias em ações de sucesso. Neste contexto encontramos jovens empreendedores recém-saídos de uma universidade e até mesmo experientes empresários que não se cansam de empreender.

Empreender tem natureza prática da aplicação das ideias através dos métodos e técnicas empreendedoras com as questões gerenciais de um novo ou já existente negócio. Muitas pessoas têm o talento nato para empreender, porém o uso adequado das ferramentas e das metodologias poderá economizar tempo e dinheiro para alcançar o sucesso do empreendimento.

A educação empreendedora ainda é um caminho pouco percorrido pelas escolas brasileiras que têm muito mais tradição na formação de executivos do que de empreendedores. Executivos também são importantes no contexto empresarial brasileiro, porém os empreendedores são grandes geradores de emprego, renda e riqueza no concorrido e globalizado mercado em que nos encontramos.

Quanto à afirmação do título que empreender não tem idade a grande mudança que é necessária para os jovens é tirar as ideias da cabeça e coloca-las em prática. Só a ideia muitas vezes não vale muito. O que vale mesmo é a execução da ideia.

Jorge Paulo Lemann, 76 anos, que há mais de 40 anos empreende negócios de sucesso disse em uma de suas entrevistas que a trajetória do empreendedor não é uma linha reta. A maioria das pessoas olha a carreira de um empresário de sucesso e acha que aquilo é uma linha reta e que s chega lá com facilidade. O que ocorreu no meio do caminho muitas vezes não aparece e o empreendedor aprende também com os erros. Lemann ainda lembra que é preciso duas frentes para crescer: o empreendedorismo e a educação de qualidade. O jovem empreendedor não deve desanimar quando cometer erros. Continuar tentando, aprendendo com os pequenos fracassos e construindo suas empresas é um dos caminhos para ajudar o Brasil a crescer.

Nos últimos anos tem-se notado que o ensino da disciplina de empreendedorismo nas escolas e universidades está em franca expansão. Certamente esse é um dos motivos de termos muitos jovens empreendedores de sucesso. Verdade também, que esses jovens empreendedores têm uma grande concentração nas áreas de Tecnologia da Informação pelas próprias caraterísticas dessa geração que está sempre conectada. Neste contexto, sem dúvida, um dos fatores críticos d sucesso para o contínuo desenvolvimento do país é a formação de empreendedores que consigam aliar o talento com as técnicas aprendidas.

Independente da idade o empreendedor precisa de características básicas que são:

  1. Ter iniciativa para criar um novo negócio e ter paixão por aquilo que faz; ou ter capacidade para mudar seu negócio já existente;
  2. Utilizar os recursos que lhe são disponíveis de forma criativa na busca do “fazer o mais com menos”;
  3. Aceitar assumir riscos calculados sabendo que em algum momento poderá haver pequenos fracassos no caminho do sucesso

Assim, é possível dizer que as habilidades exigidas de um empreendedor podem ser classificadas em três áreas:

  • Habilidades técnicas;
  • Habilidades gerenciais;
  • Características pessoais.

Dominar as técnicas metodológicas do empreendedorismo, saber escrever, saber se comunicar, saber liderar e trabalhar em equipe são habilidades técnicas indispensáveis independente da idade do empreendedor. Marketing, administração, gestão financeira, tomada de decisão, gerenciar dando bons exemplos e ser um bom negociador são habilidades gerenciais fundamentais na árdua missão de administrar um empreendimento. Como características pessoais ser inovador, assumir riscos, ser disciplinado e ser um líder visionário certamente conduzirá o jovem ou o já experiente empreendedor ao caminho do sucesso.

Assim, identificar e avaliar oportunidades, desenvolver um plano de negócios, determinar e captar os recursos necessários e gerenciar o empreendimento criado ou já existente são as etapas que todo empreendedor deve seguir. Para os jovens empreendedores ou empreendedores de primeira viagem uma dica: não caia na armadilha de que sua ideia é única e seu produto não tem concorrente. Cuidado esse é um erro imperdoável de jovens empreendedores que se deixam levar mais pela emoção do que pela razão. É importante ter a emoção e a paixão, mas nunca descoladas da razão.

Para finalizar nunca pense que seu negócio é bom o suficiente. Não fique sentado em cima do sucesso achando que ele permanecerá com está. As coisas mudam e o futuro está cada vez mais no presente. Siga inovando, siga empreendendo.

Se você quer empreender e ter um local para trabalhar com custo reduzido conheça nosso Plano de Horas. 🙂

 

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *